“Teu existir nunca foi dois, nem um. Mas nenhum!” Siddhartha

A divisão não existe!

No ano dois mil durante a vivência – Quem Está Aqui Agora – em São José dos Pinhais/PR um buscador aflito diante da afirmação de Siddhartha de que nada somos: – “Nem corpo, nem mente, nem espírito e tão pouco alma!” se encontra perante uma enorme divisão interna e frustrado, faz uma pergunta ao mestre.

Este trecho extraído do livro “Meditação – O Caminho do despertar” é dentre as palavras de Siddhartha a meu ver um dos dizeres mais lindos.

Pergunta:

Se não sou a mente, a alma, o corpo, então, quem está aqui? Sinto ser tudo isso e aqui reparo não ser. Sinto uma enorme divisão.

Siddhartha Responde: 
A divisão não existe! A não ser como subproduto da incerteza.

Não olhe para a divisão, mas para onde a incerteza torna-se um pesadelo. Verá que a incerteza também é existencial, abençoada.

Tudo, na verdade, além da interpretação é livre. Tudo que é interpretado, uma prisão. Aquilo que a ilógica segue é ilimitado. Aquilo que é produzido na oficina da lógica é limitado.

Não existe divisão porque não há como estar em dois lugares ao mesmo tempo. Aceite suas escolhas mesmo que elas sejam loucas ou insensatas, que elas parecem sem responsabilidade ou imperfeitas, e verá que não existe divisão, mas união.

Teu existir nunca foi dois, nem um. Mas nenhum!

Vivência Quem está Aqui Agora – Curitiba, PR – 2000

Um pouco sobre a técnica – Quem está Aqui Agora

Esta técnica semi-passiva, foi desenvolvida por Siddhartha para aqueles que estão dedicando-se à prática de esportes ou para quem faz um trabalho manual que requer esforço físico. Se não faz atividade física, aconselha-se praticá-la após trinta minutos de dança intensa. Para a prática será necessário o uso de um bom espelho. Inspirada no Zazen e nos ensinamentos de Ramana Maharshi, esta técnica é ideal para ser praticada pela manhã, mas pode ser experimentada a qualquer hora do dia.

Leia mais:

Mundo Delphis

Técnica

Skills

Compartilhe este E-card!